Desde junho deste ano que temos vindo a assistir a uma reinvenção das empresas e dos seus modelos de trabalho: o trabalho remoto ganhou mais espaço, a descentralização dos escritórios de grandes empresas tornou-se uma realidade e os colaboradores habituaram-se a um modelo híbrido de trabalho que lhes permite ter mais flexibilidade, ao mesmo tempo que cumprem as regras de segurança, higiene e distanciamento.

A ideia de que os espaços de trabalho flexíveis eram fundamentalmente para freelancers e startups está a mudar, e as grandes empresas, de diferentes áreas, olham para os seus espaços de trabalho, reforçando o posicionamento dos escritórios flexíveis como opção de futuro. Começam agora a equacionar os benefícios de um espaço de trabalho partilhado.

Miguel Chito Rodrigues, Board Member do LACS, fala de como o modelo de trabalho está a evoluir.

 

Artigo publicado no Dinheiro Vivo

 

 

25 set

Artigo de Opinião: O trabalho flexível (já) não é para freelancers

Outras Notícias

SEGUIMOS JUNTOS Site V1 (3)

LACS anuncia decisão de subsidiar a 100% vacinação nos seus espaços de trabalho flexível e cowork

Saiba mais
Thenextbigidea

Futuro do trabalho: Ideias de Miguel Rodrigues

Saiba mais
Image16146888538885

Prémio Arte Jovem Fundação Millennium BCP 2021

Saiba mais
Imagem1 (2)

LACS integra rede de parceiros da Impulso

Saiba mais