A Techstars Lisbon em parceria com a Semapa Next, escolheram o LACS Conde d'Óbidos para estabelecer o primeiro programa de aceleração da marca em Portugal. Serão 90 dias muito intensos de mentoria para ajudar 10 start-ups vindas dos 4 quantos do mundo e que foram selecionadas para este programa.

As start-ups escolhidas para esta edição estão ligadas à transformação digital nos sectores industriais, ambientais, logística, viagens e laser. Elas são a 20tree.ai, a Chipolo, a Circuit, a EVA, a Idatase, a Lotstocks, a Seek Sophie, a Tagspace, a Verbz e a Wicastr.

 

Veja entrevista aqui

A parceria Semapa Next traz benefícios adicionais

A Semapa Next, o braço de capital de risco da empresa industrial portuguesa Semapa, é parceira do capítulo de Lisboa da Techstars, fornecendo potencial financiamento adicional para as startups, além de conhecimento direto nos setores de manufaturação, transporte, tecnologia ambiental e viagens.

 

Dois anos de progresso em 12 semanas

“A Techstars é a rede mundial que ajuda os empreendedores a ter sucesso”, explicou Hugo Augusto, diretor administrativo da Techstars Lisbon em parceria com a Semapa Next. "Encontrámos 10 ótimas equipas e tentámos conectá-las a uma rede de mentores e, em seguida, levá-las a acelerar seus negócios, fazendo dois anos de trabalho em apenas 12 semanas".

O primeiro mês do programa é focado em Mentoria e Techstars traz especialistas que têm experiência no lançamento de seus próprios negócios ou que possuem conhecimentos específicos do setor que podem ser úteis para as startups do programa.

“Tivemos perto de 100 mentores nas três primeiras semanas de março para conversar com as empresas. Tivemos mais de 1.000 horas de mentor”, disse Hugo Augusto, observando que os resultados concretos desses contactos devem ser vistos até o final deste ano.

 

Aprender com os melhores

Do ponto de vista das startups, o período de orientação foi muito produtivo. "Temos conversado com pessoas de alto nível que normalmente levariam talvez seis meses para as garantir, e estamos a ter várias delas por semana, para que tudo esteja bem", Paul Paul, CEO da Tagspace, empresa sediada em Sydney, que oferece uma solução completa para criar experiências de realidade aumentada, disse à LACS.

Indra de Bakker, CEO da 20tree.ai, uma startup que monitoriza e fornece informações baseadas em dados sobre recursos florestais, observou que a experiência específica dos mentores fornecidos foi fundamental para o sucesso do programa. “Os mentores aqui são muito experientes em silvicultura, o que ajudou nossos negócios. Houve muitas lições aprendidas com os mentores e tivemos muita experiência prática para expandir ainda mais os nossos negócios", disse ele.

Os dois meses seguintes do programa estão focados na execução e captação de recursos e, finalmente, no Demo Day, as 10 startups partilham o progresso que alcançaram durante o programa.

Jacinta Lim, CEO da startup de viagens Seek Sophie, oferecendo aos viajantes acesso direto a experiências únicas de viagem, explicou como o programa Techstars Lisbon estava a beneficiar a sua equipa: “Entrámos no programa acelerador Techstars Semapa Next porque queríamos aprender com outras pessoas que construíram empresas incríveis à nossa frente e conhecemos fundadores e executivos incríveis, que estão incrivelmente a dedicar o seu tempo e a ajudar a construir os nossos negócios para nos levar à próxima fase mais rapidamente.”

 

O cenário do LACS inspira startups ambiciosas

“Como qualquer pessoa que visita o LACS sabe, a primeira coisa que se destaca é o cenário. É inspirador e particularmente para nós, pois estamos focados em produção, transporte, tecnologia ambiental e viagens e podemos ver todas estas coisas aqui”, explicou Hugo Augusto, da Techstars Lisbon.

“Quando olha para o rio, vê os contentores, os navios a ser arranjados do lado de fora e muitos turistas a passar. Eu acho que não é apenas bonito, mas simbólico em relação ao que estamos a fazer como programa”, disse ele, acrescentando que a mistura de nacionalidades no LACS Conde D'Óbidos, “é um espaço internacional de coworking e é bom para os nossos fundadores que vêm de sete países diferentes."

O programa Techstars Lisbon será baseado no LACS por pelo menos mais duas edições, em 2020 e 2021.

22 mai

Entrevista com Hugo Augusto, MD da Techstars Lisbon

Outras Notícias

What To Do What Not To Do Image

Espaços de coworking: o que fazer e o que não fazer

Saiba mais
Photo Of People Sitting Near Wooden Table 3183190

Principais tendências de coworking para 2020

Saiba mais
LACS21

Cinco grandes empresas que adotaram o coworking

Saiba mais
Three Woman Sitting On White Chair In Front Of Table 2041627

Os espaços de cowork são adequados para extrovertidos e introvertidos?

Saiba mais