Sendo um dos primeiros membros do LACS, a Egg Electronics é uma start-up portuguesa que desenvolveu uma PowerStation elegante e funcional para casas e escritórios. É um cabo de extensão de soquete múltiplo que foi projetado de forma a dar para vários dispositivos. Hoje a marca está a expandir-se internacionalmente e prepara futuros lançamentos a serem revelados em breve. Conversamos com o CEO Tiago Morgado e a diretora de vendas e marketing Marta Ciemiega.

O vosso trabalho em três palavras.

Tiago: Potencializar o estilo de vida, é o nosso lema.

A melhor coisa do vosso trabalho?

Tiago: Pessoas. Eu sempre disse isto desde que entrei na Egg. Uma das coisas que mais gosto no que fazemos é as pessoas que encontramos, sejam elas clientes, parceiros ou fornecedores. Temos a oportunidade de conhecer muitas pessoas, todas bastante interessantes à sua maneira.

Marta: E como somos uma start-up e precisamos lidar com uma grande variedade de coisas, conseguimos conhecer pessoas com experiências e conhecimentos variados e isso é realmente fantástico.

Descrevam um dia normal no trabalho.

Marta: Todos os dias são diferentes. Nós nunca sabemos o que esperar. É claro que tenho minha rotina básica como verificar e-mails, mas em geral não há um dia típico. Temos um segundo escritório em Porto de Mós e, às vezes, vamos lá, visitamos a fábrica ou até entregamos pessoalmente um pedido em Portugal.

Tiago: Não há dias típicos aqui, e é isso que torna nosso trabalho tão interessante. Produzimos em Portugal e quase todas as semanas visitamos a fábrica para verificar o andamento da produção.

Vocês ouvem música quando trabalha?

Tiago: Eu ouço muita música, e especialmente bandas sonoras de filmes. Ultimamente, tenho ouvido a banda sonora da série da Netflix, La Casa de Papel. Adoro.

Marta: Eu ouço rádio portuguesa, o que me ajuda a aprender o idioma.

Qual é a principal ideia por trás do Egg?

Tiago: Queríamos criar algo bem projetado e útil. Até ao momento em que o Egg foi lançado, havia muito poucas opções no mercado para várias extensões de soquete que alguém poderia exibir ou usar com orgulho em uma mesa. Tentamos criar um produto que tornaria a vida das pessoas mais simples e confortável. Além disso, o facto da PowerStation ser personalizável torna a experiência mais emocional. Este era o nosso principal objetivo: criar algo bonito, funcional e confortável.

O que é que vocês mais gostam na LACS?

Marta: A variedade de pessoas, o facto de o rio estar bem à frente e a energia e a vibração positivas que recebemos no prédio. Antes estávamos no Chiado e era agitado, barulhento, ocupado. Aqui é muito mais calmo. É completamente diferente. Quando outros membros entrarem, será ainda melhor.

Quando eram crianças, o que queriam ser?

Tiago: Astronauta, cowboy e, numa altura, quis ser bombeiro. Nenhum deles se tornou realidade.

Qual foi o seu primeiro emprego?

Marta: Promotora de um supermercado na Polónia, a distribuir amostras. Eu ganhava 2 euros por hora em pé durante 10 horas por dia. Foi horrível. Então, percebi que precisava mesmo de estudar para conseguir um emprego normal numa secretária e ganhar dinheiro decente.

Tiago: Meu primeiro trabalho remunerado foi num programa financiado pelo governo português para apoiar jardins de infância e casas de repouso. Eu tinha 16 ou 17 anos e passei o verão inteiro a ajudar a comunidade num jardim de infância ou em lares de idosos. O pagamento não foi ótimo, mas fiquei feliz e orgulhoso de recebê-lo no final.

Um conselho para o vosso “eu” mais jovem?

Tiago: Ser humilde. Parece um pouco clichê, mas é verdade. Se fores humilde, trabalhares bastante e tratares as pessoas com respeito, tudo ficará bem. Desta forma, serás capaz de influenciar e inspirar as pessoas ao teu redor. Ser verdadeiro contigo mesmo.

Alguém que vos inspira?

Marta: O meu pai, porque ele sempre foi um exemplo. Ele, o seu trabalho e a sua forma de ser. Ele é uma boa pessoa. Sempre preocupado com os outros. Ele sempre foi fiel a si mesmo.

Tiago: Eu posso confirmar. Eu conheci o pai dela.

Qual o segredo do sucesso?

Tiago: Não existe. Há um pouco de sorte, trabalho duro, estar no lugar certo na hora certa, conhecer as pessoas certas e pressionar até que alcances o objetivo.

Marta: Tudo pode ser uma oportunidade, por isso precisamos permanecer abertos a qualquer coisa que surgir. Nós nunca sabemos o que pode acontecer.

Seu conselho para alguém que está começando?

Tiago: Para criar algo do zero, se não houver uma estrutura, é obviamente mais complicado atingir os objetivos. No entanto, o meu principal conselho é nunca desistir. Ouvirás muitos "nãos". É crucial permanecer positivo e motivado. Se acreditas no produto, ele tornar-se-á realidade um dia.

Lugares favoritos em Lisboa?

Tiago: Príncipe Real.

Marta: Miradouro de Santa Catarina, Príncipe Real, Praça das Flores. Na verdade, eu adoro tudo em Lisboa!

25 abr

À conversa com: Egg Electronics

Outras Notícias

Captura De Ecrã 2022 03 17, Às 17.10

À conversa com… os membros do LACS

Saiba mais
D50 0191

Trabalhar no escritório… Mas só de vez em quando

Saiba mais
Captura De Ecrã 2022 02 01, Às 16.46

No Dia dos Namorados, o LACS organiza um speed date entre startups e potenciais parceiros

Saiba mais
Whatsapp Image 2021 12 09 At 11.34

LACS está na COMIC CON PORTUGAL, O MAIOR EVENTO DE CULTURA POP EM PORTUGAL

Saiba mais